Informações para Implantação e Manejo de Florestas de Eucalipto

1) Combate as Formigas

A aplicação de iscas é uma maneira mais pratica e econômica de controle de formigas cortadeiras, as iscas não devem ser aplicadas em dias chuvosos e nem em solos molhados, deve ser usado após cinco dias da última chuva.

A aplicação da isca deve ser vinte centímetros do olheiro ou dos carreiros ativos. Nunca aplicar o produto dentro do olheiro ou sobre o carreiro ativo, pois as formigas podem devolver o produto para desobstruir o canal ou limpar a trilha. Também pode usada a termonebulização ou pó seco. No mercado existem as mais diversas marcas de produtos, sempre lembrando os cuidados no manuseio.

O combate deve ser feito antes do plantio, rondas durante o plantio e repasse mensais até 12 meses a idade da floresta.


2) Preparo do solo

Consiste em arrancar os tocos, mecânica ou manualmente, eliminar os morunduns, espalhando a terra para facilitar os trabalhos posteriores.


3) Enleiramento e encoviara manual ou mecânica

Restos vegetais que poderão atrapalhar as operações deverão ser enleirados ou retirados da área com maquinas ou manual, deve ser vitado o acumulo de terra no local das leiras, evita as queimadas.


4) Subsolagem e fosfatagem

Para proteger o solo deve ser adotado o cultivo mínimo, fazendo subsolagem mecânica ou covas manuais, evitando as grades ou arados. A profundidade da subsolagem em terrenos sem camadas de impedimentos poderá ser de 60 centímetros, o espaçamento entre sulcos deverá ser o que foi determinado e estar paralelo um do outro. Se a subsolagem for mecânica e houver possibilidade de aplicar fosfato mecanicamente o recomendado é 350 kg/ha. Se o plantio for em covas abertas manualmente a dosagem deverá ser incorporado ao solo da cova com enxadão, a dosagem de 350 kg dividido pelo número de plantas usadas por hectare. Também poderá ser usado com muita eficiência o Super fosfato simples, com a mesma dosagem e forma de aplicação.


5) Aplicação de herbicida

Para que não haja perda de eficiência na aplicação do herbicida, a aplicação deverá ser feita logo após ao sulcamento, o herbicida recomendado é a base de glifosato.

Deve ser utilizada agua limpa e clara, baixa salinidade, acidez e sem partículas em suspensão.


6) Plantio

Plantar as mudas de forma vertical, compactando a terra em seu entorno e não apertando em cima, evitar a formação de bolsa de ar e o entortamento do sistema radicular.


7) Irrigação

Não havendo umidade no solo realizar a primeira irrigação logo após o plantio, colocando em cada muda aproximadamente três litros de agua, repetir a operação até o pegamento das mudas.


8) Replantio

Deverá ser substituída todas as mudas mortas, quebradas, sem folhas ou que forem atacas por insetos. O tempo para realizar esta operação é 30 dias após o plantio.


9) Adubação de plantio

Adubo que pode ser utilizado: é importante que se tenha uma análise do solo, mas como o eucalipto não é um planta muito sensível, existem formulações que se prestam muito bem, como NPK 06-30-06 mais uma fonte de micro como 0,5% B e 0,5% Zn.

Deverá realizada uma adubação manualmente até 10 dias após o plantio, aplicando-se o fertilizando em duas covas, aberta com o bico da enxada, distante 15 centímetros cada uma da planta, com uma profundidade que o adubo fique protegido. Após a aplicação o mesmo deve ser coberto com uma ferramenta ou com a bota. A quantidade a ser aplicado é de 100 gramas por planta sendo dividida em duas, sendo 50 gramas em cada cova, tendo o cuidado de não deixar tocas nas folhas pois pode haver queima das mesmas.


10) Adubação de manutenção

Deve ser realizada 6 meses após o plantio, utiliza-se fertilizante sem P (fósforo), com NK 10-00-30 + 0,5% de B (Boro), ou NK 14-00-15 + 0,5% de B (Boro). Essa adubação deve ser feita de forma que o adubo fique sobre a copa das arvores.


11) Adubação corretiva

Em função do aspecto nutricional das plantas, pode-se em 12 meses repetir a operação de manutenção e aos 18 meses fazer uma correção dos micronutrientes.


12) Tratos culturais

Os tratos culturais são importantes para que as plantas invasoras não venham a competir com o eucalipto, os mesmos podem ser químicos ou manuais, lembrando que a aplicação de herbicidas na entre linha deve ser feito com até 60 dias do plantio. Com o máximo de cuidado para não haver queima das folhas, pois poderá provocar fito-toxidez na planta, ocasionando super brotações dos ramos.

André Ricardo Angonese
Engenheiro Florestal
Fone: (45) 9134-2165 ou (45) 3252-0269
andre@florestalouroverde.com.br